Série 3 | Curso 2

Dados Abertos

Aula 5

Planos de Gestão de Dados (PGD)

Seja bem-vindo a aula 5 do seu curso! Aqui você terá acesso ao o que é e introdução ao Plano de Gestão de Dados.

Aproveite o conteúdo e bons estudos!

O que é plano de gestão de dados?

A gestão ativa de dados é fundamental para garantir a sua qualidade viabilizando, quando possível, o seu futuro reuso, compartilhamento e abertura. Recentemente, diversas agências de fomento à pesquisa e financiadores privados passaram a exigir a elaboração de um Plano de Gestão de Dados (PGD) para financiar projetos de pesquisa.

O PGD é um documento formal, dinâmico e atualizável com perguntas orientadoras que estimulam o pesquisador a planejar, de maneira intencional, como se dará a gestão de dados ao longo de todo o seu ciclo de vida - período que é maior que a execução e finalização da pesquisa.

Esta inovação pretende estimular que a gestão ativa de dados se torne parte da cultura científica.  Por isso, os financiadores disponibilizam modelos próprios que devem ser preenchidos pelos pesquisadores em, pelo menos, três momentos.

Logo Horizon 2020 European Comission
Logo TDR
Logo National Institutes of Health
Logo Swiss National Science Foundation
Logo National Science Foundation
Logo Bill & Melinda Gates Foundation
Logo Wellcome
Logo NERC Science of the Environment
Logo Medical Research Council
Logo Netherlands Organisation for Scientific Research
Logo BBSRC Bioscience for the Future
Logo The Research Council of Norway
Logo Academy of Finland
Logo European Research Council
Logo Deutsche Forschungsgemeinschaft

Destaques do PGD

O PGD é um elemento essencial para um projeto de pesquisa de qualidade. Ele não é um documento fixo, mas evolui e ganha maior precisão e substância à medida que o projeto de pesquisa se desenvolve.

A atualização do PDG é necessária na medida em que o projeto de pesquisa se desenvolve. No princípio, não se conhece ainda todos os dados a serem produzidos ou coletados ou ainda seu reuso potencial.

Por isso, ele deve ser:

  • Elaborado: No momento da formulação do projeto.
  • Entregue: Na candidatura de um financiamento (ou após a aprovação inicial do projeto de pesquisa nos editais do Horizonte 2020).
  • Revisto e atualizado.
  • Etapa intermediária.
  • Finalização do projeto.
Conteudista pede para revisitar a imagem

Principais tópicos de um PGD

A Science Europe - associação que reúne 37 organizações de 28 países europeus estão entre as mais importantes organizações públicas que financiam e realizam pesquisas científicas no continente - estabeleceu em novembro de 2018 requisitos essenciais para PGDs no documento “Practical Guide to the International Alignment of Research Data Management”. No vídeo abaixo você poderá identificar os principais tópicos que os financiadores públicos e privados, nacionais e internacionais, estimulam os pesquisadores a refletir para planejar e organizar a gestão de dados:

Veja abaixo todos os 6 pontos abordados:

10 vantagens em elaborar um PGD

  • O planejamento prévio organização antecipa questões que irão influenciar o ciclo de vida dos dados.

  • Ajuda a prevenir ou reduzir a probabilidade de contratempos, como perda ou uso inadequado dos dados.

  • Sua documentação fornece detalhes valiosos sobre os dados, favorecendo a sua compreensibilidade e reuso futuro - seja pela própria equipe, seja por terceiros.

  • Favorece que os dados sejam localizáveis e compreensíveis, visando sua reutilização.

  • Viabiliza a continuidade da pesquisa após saída de membros da equipe ou entrada de novos pesquisadores.

  • Sua documentação é crucial para viabilizar a validação de resultados e a reprodutibilidade de resultados de pesquisa por terceiros - um princípio fundamental da prática científica.

  • Favorece a atribuição de crédito aos seus autores que passam a ser devidamente citados e referenciados por pesquisadores que reutilizem os dados.

  • Favorece a disponibilização aberta dos dados, especialmente em projetos de pesquisa financiados com recursos público, quando não haja restrições de segurança ou dados sensíveis.

  • Evita a duplicação de esforços e investimentos, especialmente na recoleta ou tratamento de dados.

  • Viabiliza o compartilhamento de dados, fomentando a colaboração aberta e avanços na pesquisa.

Ferramentas de Elaboração de PGD

Diversas plataformas e serviços disponibilizam modelos de PGD que atendem os requisitos dos principais financiadores da pesquisa científica.

Atualmente, as ferramentas mais utilizadas para a elaboração do PGDs são:

Características
  • Registro livre e gratuito
  • Oferece guias elaborados pelos financiadores para preenchimento de PDGs
  • Apresenta exemplos de PDGs já preenchidos
  • Prevê as fases de desenvolvimento do PDGs, incluindo relatório de pós projeto.
  • Ferramentas de colaboração para elaboração online
  • Exportação em diversos formatos

Principais modelos de PDGs: H2020 (Comissão Europeia), financiadores do Reino Unido, Wellcome Trust

E o Plano de Gestão de Dados da Fiocruz?

A Fiocruz vem construindo desde 2017 uma série de debates coletivos sobre a adoção da perspectiva da Ciência Aberta, incluindo a elaboração de uma política institucional de gestão, compartilhamento e abertura de dados para pesquisa e de um modelo próprio de Plano de Gestão de Dados.

Uma proposta de PGD vem sendo construída pela equipe do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT) em colaboração com Grupo de Trabalho de Ciência Aberta (GTCA), coordenado pela Vice Presidência de Educação, Informação e Comunicação (VPEIC).

Este instrumento, será validado por pesquisadores das diversas áreas do conhecimento nas quais a fundação atua, além de profissionais de informação, tecnologia e segurança. Ele será implementado gradativamente, em editais internos de fomento à pesquisa, como recurso para estimular a adoção de novas práticas de gestão, compartilhamento e abertura de dados.

Assista a vídeo-aula de Pedro Príncipe, do Serviço de Documentação da Universidade do Minho, sobre ferramentas de elaboração de PGDs, espeacialmente a demonstração do DMPOnline a partir do 7”10´do vídeo abaixo:

A futura geração de PGDs: acionáveis por máquina

As ferramentas disponíveis para a elaboração de PGDs disponibilizam documentos de texto, com campos abertos, que uma vez preenchidos são encaminhados pelos pesquisadores aos financiadores. Eles são uma espécie de recurso administrativo que facilita o planejamento e organização da pesquisa, mas ainda não são plenamente reconhecidos como parte integrante da prática de pesquisa.

Atualmente, cresce o entendimento que os PDGs reúnem informações valiosas para as partes interessadas na pesquisa (financiadores, comitês de ética, especialistas em direito, pesquisadores, editores, operadores de repositórios, provedores de infraestrutura, equipe de apoio à pesquisa, administradores institucionais, entre outros) e começam investimentos para torná-los acionáveis por máquina. A futura geração de PGDs, já em desenvolvimento, deve melhorar a experiência de todos os envolvidos ao incorporar fluxos de trabalho e favorecer a interoperabilidade entre ferramentas e sistemas de pesquisa, reduzindo tarefas administrativas e melhorando a qualidade das informações sobre a gestão de dados.

Segundo Miksa at al (2019) há dez princípios para um PGD ser acionável por máquina, veja abaixo:

10 princípios
  • Integrar PGD nos fluxos de trabalho daqueles que participam do ecossistema de dados.
  • Permitir a ação de sistemas automatizados em nome das "partes interessadas" (stakeholders).
  • Elaborar políticas para as máquinas, não apenas para as pessoas.
  • Descrever - para máquinas e humanos - os componentes do sistema de gestão de dados.
  • Usar identificadores persistentes e vocabulários controlados.
  • Adotar um modelo comum de dados para PGDs acionáveis por máquina.
  • Disponibilizar PGD para uso humano e por máquina.
  • Apoiar a avaliação e monitoramento da gestão de dados.
  • Tornar os PGDs documentos atualizáveis, vivos e versionáveis.
  • Tornar os PGDs acessíveis publicamente.

Conclusão

Nesse curso você aprendeu algumas noções sobre o plano de gestão de dados.

Esperamos que tenha sido proveitoso e agora, você concluiu mais esse módulo! Até a próxima aula. Bom trabalho!

Parceiros:
Logo da Escola Corporativa da Fiocruz
Logo da Universidade do Minho